Cargando ...
Se ha producido un error al cargar el contenido.

BOM DIA MEUS AMORES>PAULO NUNES JUNIOR>ARTBYNEIA

Expandir mensajes
  • PAULO NUNES JUNIOR
    Sou o que somos Todos temos sempre algo mais a aprender. Não somos pessoas acabadas às quais nada mais possa ser acrescentado. É por isso que os que temos
    Mensaje 1 de 248 , 1 oct 2011
    Ver fuente
    • 1 archivo adjunto
    • 2 KB
     
     

     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
     
  • PAULO NUNES JUNIOR
    O progresso que buscamos O progresso que você busca, tanto pode se apresentar de forma complexa, como mostrar-se através de algo singelo. Porém, nem sempre
    Mensaje 248 de 248 , 18 nov 2011
    Ver fuente
    • 1 archivo adjunto
    • 2 KB
     

     

     

    O progresso que buscamos

     

     

    O progresso que você busca, tanto pode se apresentar de forma complexa, como mostrar-se através de algo singelo. Porém, nem

    sempre você lhe dá a devida importância.

     

    O pranto da dor se torna progresso, quando você aprende a sorrir alegremente, após passar pelos sofrimentos educativos.

     

    A decepção inesperada que o maltrata se transforma em progresso, na medida em que você se aconselha com a cautela,

    transformando-se no indivíduo verdadeiramente amadurecido para a vida.

     

    As dificuldades de qualquer ordem, que o atrapalham hoje, serão elementos de progresso, se você aprender as lições da educação

    dos hábitos, como abençoada vitória sobre o próprio desequilíbrio.

     

    A doença que lhe traz tantos dissabores, atualmente, irá se converter em progresso de sua alma, quando proporcionar em seu

    íntimo o respeito à saúde, numa vida salutar contínua.

     

    A solidão com a qual você custa a se habituar nos dias atuais, se bem compreendida, construirá um imenso progresso, ensinando-o a

    cultivar amores verdadeiros no futuro.

     

    A morte do corpo, que altera disposições e sonhos, deixando um vazio na alma dos que ficam no mundo, apresenta-se como

    oportunidade de progresso, se você consegue fazer dela a mensageira da renovação e do trabalho, preenchendo o vazio com a

    dedicação ao semelhante, exercitando o amor ao próximo, desligando-se do egoísmo prejudicial.

     

    *   *   *

     

    Reflita e não pare a olhar somente o ângulo aparentemente infeliz das coisas e circunstâncias que você encontre na vida.

     

    O progresso está em tudo que a vida nos traga.

     

    Precisamos lembrar sempre que, acima de nossa visão limitada e imediatista, existem planejamentos minuciosos para nossas

    existências, visando sempre o nosso bem.

     

    Não somos almas abandonadas num mundo em decadência. Somos Espíritos com planos de desenvolvimento, num mundo em

    progresso constante.

     

    É chegado o tempo da fé raciocinada, de acreditar nas coisas sabendo o porquê.

     

    É chegado o tempo de descobrir que Deus, a Inteligência Suprema, a Causa primeira de todas as coisas, rege os mundos através de

    Leis perfeitas e a Lei do progresso é uma delas.

     

    Assim, começaremos a ver as dificuldades que surgem não mais como obstáculos, mas como oportunidades que a vida nos oferece

    para crescermos.

     

    Pensemos sobre o assunto. Reflitamos mais sobre os acontecimentos e ampliemos a visão que temos da vida.

     

    É chegado o tempo da compreensão raciocinada.

     

    *   *   *

     

    Cada novo amanhecer é convite sereno à conquista de valores que parecem fora do nosso alcance.

     

    Cada novo amanhecer é chance de assentar mais um tijolo na edificação de nossa felicidade.

     

    Cada novo amanhecer é prova da constância Divina, é prova do Seu amor pelos Espíritos que somos, concedendo-nos sempre novas oportunidades.

     

     

     

    Redação do Momento Espírita com base no cap. O progresso, do livro Rosângela, pelo Espírito Rosângela, psicografia de José Raul

    Teixeira, ed. Fráter e no cap. Ao amanhecer, do livro Episódios diários, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira

    Franco, ed. Leal.

    Em  17.11.2011.

     

     

    Tenham um dia repleto de paz

     

    Beijos em vossos corações

    "Constuamos a paz promovendo o bem!"

    www.paulonunesjunior.com.br

    www.mensageirosdoamorbrasil.com.br

    www.recantodapoesia.com.br

     
    Ainda estou em web nos
    Grupos devido a minha
    recuperação
    PVT A DISPOSIÇÃO
     
    paulonunesjr@...
     
     
  • El mensaje se ha enviado correctamente y se entregará a los destinatarios en breve.
     
     
     

    Sou o que somos

     

     

     

    Todos temos sempre algo mais a aprender. Não somos pessoas acabadas às quais nada mais possa ser acrescentado.

     

    É por isso que os que temos ouvidos de ouvir e olhos de ver nos encantamos com as pérolas que descobrimos em toda parte.

     

    Quando menos se espera, eis uma preciosidade a se apresentar.

     

    Não foi diferente com um antropólogo que foi à África com o objetivo de estudar usos e costumes tribais. Concluída sua tarefa, aguardava o transporte que o conduziria ao aeroporto, de retorno ao lar.

     

    Observando as crianças que brincavam, resolveu propor uma brincadeira-desafio.

     

    Adquiriu doces variados e os colocou em um cesto, com um belo laço de fita, debaixo de uma árvore.

     

    Aí, chamou as crianças e lhes disse que quando ele gritasse a palavra: Já!, elas deveriam correr até o cesto.

     

    O vencedor ganharia todas as guloseimas que ele continha.

     

    As crianças se posicionaram na linha demarcatória que ele desenhou no chão e esperaram pelo sinal combinado. Quando ele disse Já!, elas se deram as mãos e saíram correndo em direção à árvore. Chegando lá, começaram a distribuir os doces entre si e a comerem felizes.

     

    O antropólogo foi ao encontro delas e lhes perguntou por que tinham ido todas juntas se uma só poderia ficar com tudo que havia no cesto e, assim, ganhar muito mais doces.

     

    Elas simplesmente responderam: Ubuntu, tio. Como uma de nós  poderia ficar feliz se todas as outras estivessem tristes?

     

    *   *   *

     

    Ubuntu é uma antiga palavra africana, cujo significado é humanidade para todos. Ubuntu também quer dizer sou o que sou devido ao que todos nós somos.

     

    Que bela filosofia! Totalmente acorde ao amor ao próximo como a si mesmo, ensinado por Jesus.

     

    Como posso ser feliz tendo tanto se meu irmão padece fome e frio?

     

    Como posso ser feliz enquanto meu irmão padece por falta de medicamentos?

     

    Por que devo desejar tudo para mim e não deixar nada para meu irmão?

     

    Verifiquemos como, em tantas oportunidades, nós mesmos, na qualidade de pais, incentivamos nossos filhos a apanharem tudo que podem para si.

     

    Basta que recordemos das festinhas, onde são distribuídos brindes e guloseimas.

     

    Alguns pais chegam a entrar na brincadeira para conseguir algo mais para os seus filhos.

     

    Estamos incentivando o egoísmo em detrimento do amor ao próximo, do partilhar, do ficar feliz repartindo com o outro.

     

    Isso é um grande promotor do tudo para mim, sem me importar com o semelhante.

     

    Pensemos nisso e principiemos a vivenciar mais o partilhar, o dividir, ensinando, ao demais, nossos filhos, desde pequeninos, a assim proceder.

     

    Recordemos que todos ansiamos por um mundo melhor, mais justo. Façamos a nossa parte, desde o hoje.

     

     

     

    Redação do Momento Espírita, a partir de fato narrado pela jornalista Lia Diskin, no Festival Mundial da Paz, em Florianópolis, SC, no ano de 2006.

    Em 29.09.2011.

    Tenham um dia repleto  de paz!

    Beijos em vossos corações